Lucélia Braghini
Lucélia Braghini
  1. Curso de Graduação: título de PSICÓLOGA conferido pelo Instituto de Psicologia da PUCCAMP; colação de grau em 28/12/82. Curso de Licenciatura: colação de grau em 22/12/81.
  2. Cursos de Pós-Graduação
    2.1, Doutoramento: título de DOUTORA em Saúde Mental obtido pela Faculdade de Ciências Médicas - UNICAMP. Pesquisa subvencionada pela FAPESP. Data de defesa da tese: 15/02/01.
    Título da tese: “MASCULINO E FEMININO NUM ESTRATO CULTURAL BRASILEIRO: mandatos de gênero e expressões simbólicas arquetípicas.”
    2.2. Mestrado: título de MESTRE obtido pela Faculdade de Educação da UNICAMP em 19/12/90. Título da dissertação: “Um Estudo Exploratório sobre a Submissão Feminina a Situações Crônicas de Violência Doméstica.”
  3. Cursos de Especialização
    3.1) Psicodrama terapêutico: título de psicodramatista obtido em curso de formação em Psicodrama terapêutico pelo Instituto de Psicodrama e Psicoterapia de Grupo de Campinas. Trabalho de conclusão de curso: “Mandatos em linhagens femininas: herança de sorte ingrata ou história recriada?”. Data de apresentação: 05/08/94. Carga horária: 418 horas.
    3.2. Metodologia Psicodramática, curso de especialização em Psicodrama Pedagógico, promovido pela Associação Campineira de Psicodrama e Sociodrama; concluído em 1989. Carga horária: 150 horas.
    3.3. Em Tempos de AIDS, oficina promovida pelo SOS Adolescente de 16 a 18 de setembro de 1994. Carga horária: 12 horas.
    3.4. Idéias de Melanie Klein, curso promovido pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, em 1981. Carga horária: 14 horas.

Experiência profissional
1. Atividades atuais
- Psicóloga do SOS Ação Mulher e Família: atendimento de mulheres, homens e casais em situação de violência de gênero e intrafamiliar.

Atividades passadas
- Coordenadora da área de Psicologia no SOS Ação Mulher e Família, em Campinas (período de tempo parcial).
 Atividades de treinamento, supervisão, estímulo à pesquisa e assessoria técnica geral junto a estagiários e profissionais voluntários. Criação e organização do “Espaço Científico.”
2. Experiência acadêmica
2.1. De Ensino
A) Docência no ensino superior: UNIESP/ISEP (União das Escolas Superiores de Paraíso/ Instituto Superior de Educação) – Curso Normal Superior. Disciplinas ministradas: “Educação de Jovens e Adultos”; “Corpo, Movimento e Lazer”; “Política e Gestão da Educação Básica.” Ano de 2003. 2.2. De extensão
A) Curso de extensão: curso de capacitação dirigido a profissionais da área da saúde e ciências humanas sobre “Prevenção às DSTs/AIDS em mulheres de baixa renda” oferecido pela Escola de Extensão da UNICAMP no período de agosto-outubro/95. Duração: 30 horas.
B) Atividades de consultoria:
- Projeto Iluminar Várzea Paulista (de combate à violência contra a mulher), uma realização da Prefeitura de Várzea Paulista em parceria comSe o SOS Ação Mulher e Família; ano de 2006.
- Curso “SABER & SABOR: AIDS também é violência”, uma realização do SOS Ação Mulher e Família / UNICAMP, da UNESCO e da Coordenação Nacional de DSTs/AIDS no período de julho/01 a julho/02.

  1. Experiência passada em instituições
    SOS/AÇÃO-MULHER E FAMÍLIA - UNICAMP: período de agosto de 1984 a fevereiro de 1997. Jornada de 40 horas semanais. Principais atividades:
    • Psicoterapia individual / grupo / casal;
    • Entrevistas de admissão;
    • Criação e execução dos seguintes projetos de grupo operativo: “Grupo de Saúde/Sexualidade e Prevenção às DSTs/AIDS”; “Identidade Feminina”; “Grupo de 3ª Idade”.
    • Elaboração de projetos de intervenção comportamental e prevenção à violência junto às usuárias.
     Certificado de mérito e troféu concedidos pelo Clube Soroptimista Internacional de Campinas na categoria “Mulheres ajudando mulheres” no dia 08 de março de 2001.

Produção técnica-científica
1. Publicações Científicas
1.1. Livro (autoria):
Cenas repetitivas de violência doméstica: um impasse entre Eros e Tanatos.
Campinas, Editora da UNICAMP; São Paulo, Imprensa Oficial, 2000. ISBN 85-268-0490-1
 Livro indicado para o prêmio JABUTI 2001.

1.2. Artigos completos em revistas indexadas
• Uma investigação qualitativa das expressões do masculino e feminino na região de Campinas, SP, através da técnica da imaginação ativa. Arquivos Brasileiros de Psicologia. 53: 34-57, 2001. ISSN 0100-8692
• Conluio entre Eros e Tanatos num segmento de mulheres vítimas de violência. Cadernos de Pesquisa - N.E.P. UNICAMP, Ano III (1 e 2): 35-56, 1997. ISSN 1413-5892.
• Mandatos em linhagens femininas: herança de sorte ingrata ou história recriada? Cadernos de Pesquisa - N.E.P. UNICAMP, Ano I (1 e 2): 75-88, 1995. ISSN 1413-5892.

1.3. Resumos publicados em Anais / Programas de eventos científicos:
• Atendimento às vítimas de violência doméstica: relato de uma experiência no SOS Ação Mulher e Família. In: 13º ENCONTRO DE SERVIÇOS-ESCOLA DE PSICOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Programas e Resumos. São José dos Campos, 2005. p. 168. (Resumo, 26). • Investigação das expressões do masculino e feminino num estrato cultural brasileiro através da técnica de imaginação ativa. In: FÓRUM EM SAÚDE MENTAL, 2. Águas de São Pedro, 1999. Anais. Medicina. Ribeirão Preto, 1999. v. 32, suppl. 1, p. 61-2.
• Masculine and feminine in Brazilian culture: gender mandates and archetypal symbolic expressions. In: WORLD CONGRESS OF THE WORLD FEDERATION FOR MENTAL HEALTH. Abstracts. Lahti, Finland, 1997. p. 188. (Abstract, 367) (Cornerstones for Mental Health).
• Masculino e feminino na cultura brasileira: mandatos de gênero e expressões simbólicas arquetípicas. In: SIMPÓSIO DA AJB - INSTITUTO C.G. JUNG MG, 5, B.Horizonte,1997. Temas Livres.

1.4. Artigos em revistas e jornais de divulgação
• Uma história que pode ser a sua. InformAção Mulher e Família, SOS/ UNICAMP/FEAC, Ano 2, Nº 4 do século XXI, 2004.
• O casamento do sol com a lua (resenha). InformAção Mulher e Família, SOS/UNICAMP/FEAC, Ano 1, Nº 1 do século XXI, 2003.
• Feminino renegado. Correio Popular. Campinas, 22/02, 1991.
• O grupo terapêutico ou o outro lado do espelho. InformAção-Mulher, UNICAMP; Ano 4, Nº 13, 1990.
• Os laços do coração. InformAção-Mulher, UNICAMP, Ano 4, Nº 12, 1990.
• A repetição da violência ou o impasse entre Eros e Tanatos. InformAção-Mulher, UNICAMP, Ano 3, Nº 11, 1989.
• A proteção é ilusória. J. Domingo, Campinas, 18/07/1986.
• Será que a paz nunca deixará de ser uma utopia? J. Domingo, Campinas, 18/05/1986.
• Quem vai mudar esta situação? J. Domingo, Campinas, abril/1986.
• Mulher, quem é você? J. Domingo, Campinas, 02/03/1986.
• SOS/Ação-Mulher e sua proposta de trabalho, J. Domingo, Campinas, 27/10/1985.

Artigos por Lucélia Braghini