Energia Chi

E a importância do alimento caseiro para manutenção da saúde e da vitalidade

1 JULHO 2016,
Energia Chi
Energia Chi

Quem nunca apreciou uma comida típica tradicional feita por uma mãe, ou por um pai, ou um avô ou uma avó, e ao perguntar qual era o ingrediente secreto escutou como resposta: “é feito com amor”. E pode ter certeza, existe muito mais verdade nisso do que podemos imaginar.

A pobreza das informações transmitidas por uma mídia medíocre em conjunto com o atual caos vivido no sistema de educação mundial faz com que a maioria dos cidadãos do mundo desconheça o quanto importante é prepararmos nosso próprio alimento. Afinal, o alimento que ingerimos não nutre somente nosso organismo, entretanto também nutre nosso espírito.

Segundo as filosofias orientais a energia Chi é a energia que flui em todas as coisas que circundam pelo Universo. E devido a estarmos conectados com este ambiente possuímos a capacidade de absorver e doar Chi. Seja pela meditação, pela energização ou até mesmo exercendo aquela que pode ser considerada a oitava arte mundial: a Arte da Culinária. E está afirmação possui base nos princípios da física quântica.

Nosso Ser é composto de átomos com cargas positivas e negativas. E devido a isto temos a capacidade de acumularmos e/ou desprendermos cargas negativas ou positivas, dependendo do estado da frequência de vibração do nosso espírito e/ou do nosso corpo.

Esta vulnerabilidade e propiciação a conexão energética ocorre devido ao nosso organismo ser composto 75% de água. E devido aos alimentos também serem seres vivos compostos na sua maioria por água, nos permite a capacidade de transmitir estas cargas positivas e negativas quando exercemos a arte da culinária.

Esta transmissão de cargas energéticas durante o preparo do alimento é possível através de uma triangulação de três manifestações que exercemos no momento em que estamos engajados na arte da culinária: 1) o Pensamento; 2) a Intenção e Força de Vontade; 3) o Sentimento.

Compreendendo esta ideia se torna possível também á compreensão do quanto é importante prepararmos nosso próprio alimento. Desenvolvermos a Arte da Culinária que existe dentro de cada um de nós. Transmitirmos nossa energia vibracional para o alimento que nós, nossos filhos, familiares e amigos irão ingerir. Tornando possível a promoção de um ambiente saudável e livre de doenças, além do balanço e do equilíbrio da nossa energia Chi.

Feliz são aqueles que nos dias de hoje possuem a oportunidade de além de preparar também poder cultivar seu próprio alimento, como as pequenas hortas orgânicas que encontramos em algumas casas e em pequenas propriedades. Isso permite um aumento significante na qualidade da nutrição e na capacidade de ação do efeito Chi por duas razões: primeiro, porque os alimentos não são tratados com agrotóxicos e outros produtos químicos, permitindo uma maior qualidade nutricional; e segundo, porque cultivando seu alimento desde o princípio, a energia Chi pode ser administrada não somente durante o preparo na cozinha, como também durante todo processo de germinação, crescimento e desenvolvimento do alimento.

Uma vida saudável é a chave para a longevitude, afirmam diversos artigos científicos. Não espere pelo amanhã. Comece hoje mesmo a mudança da sua vida. Tente cultivar o maior número possível de frutas e verduras na sua casa, e comece a desenvolver o chef que existe dentro de você. Mas não esqueça de convidar os parentes e amigos.