Semana da Europa 2015

3 mai — 30 jun 2015 Evento celebra união das nações europeias com atividades em 10 capitais brasileiras

Vedrana Simic, soprano croata
Vedrana Simic, soprano croata
29 ABR 2015

Concebida para exaltar a unidade do continente europeu - comemorada em 9 de maio, data que marca o Dia da Europa - e ao mesmo tempo destacar a diversidade de seus países-membros, a Semana da Europa expande suas atividades e oferece ampla programação em várias cidades do Brasil.

Promovido pela Delegação da União Europeia no Brasil e EUNIC Brasil (Associação dos Institutos Culturais Oficiais e das Embaixadas dos Países da UE), o evento chega a sua 11ª edição com o tema “Desenvolvimento e Cidadania”. Este ano, o projeto tem o ambicioso propósito de ganhar mais visibilidade em todo o país e, pela primeira vez, as atividades serão realizadas em 10 capitais distribuídas em quase todo o território brasileiro, de Florianópolis a Manaus, passando por Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Vitória, Natal, Aracaju e Belém. Serão mais de 20 eventos entre os dias 3 de maio e 30 de junho.

“A Semana da Europa é uma iniciativa agregadora que resulta do trabalho conjunto de todos os Estados Membros da União Europeia representados no Brasil. Concretizando da melhor forma o lema da EU – ‘Unidos na Diversidade’, podemos demonstrar a enorme riqueza e vivacidade da cultura europeia e, simultaneamente, construir uma importante plataforma de diálogo e parceria com a sociedade brasileira”, afirma a embaixadora da União Europeia no Brasil, Ana Paula Zacarias. “Este é, sem dúvida, um momento de celebração, alegria, promoção de conhecimento mútuo e cooperação”, conclui.

Em 2015, o Festival de Cinema Europeu - com filmes de temática associada à semana - estará em Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Vitória, Florianópolis, Manaus, Natal, Aracaju e Belém. “A mostra será composta por 18 filmes de 18 países diferentes. O conjunto das obras também é diverso, abarcando desde o conflito entre árabes e judeus no filme alemão Kadish Para Um Amigo, passando pela contracultura estoniana em O Novo Mundo, até a chegada de africanos a Madri com o sonho de serem grandes jogadores de futebol no espanhol Diamantes Negros. Na seleção também há inéditos, como o esloveno Pai, e premiados como o austríaco A Fita Branca e o português Tabu”, explica a curadora Daniela Marinho.

Já a programação musical contará com a participação de quatro músicos convidados. Estes se apresentarão com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNS), regida pelo maestro Claudio Cohen, no Concerto Europeu, que marcará a abertura oficial do evento em Brasília, no dia 5 de maio. São eles Maximino Zumalave; regente espanhol, Emanuel Salvador; violinista português, Nelly Decamp; violonista francês e Vedrana Simic; soprano croata. Todos grandes nomes da música clássica internacional. Ainda na capital do país, a Semana da Europa promoverá, pela primeira vez, o Festival de Jazz Europeu, em 9 de maio, no Clube do Choro, com apresentações de bandas e solistas vindos do Velho Continente.

O Concerto Europeu contemplará também as cidades de Curitiba, Vitória e Manaus, onde os solistas europeus se apresentarão, respectivamente, com a Orquestra Sinfônica do Paraná, a Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo e a Orquestra Amazonas Filarmônica. A capital paranaense contará com a participação novamente de Maximino Zumalave, regente espanhol e de Jitka Hosprová, violista tcheca. Esta seguirá para Vitória, onde fará apresentação juntamente com Augusto Caruso e Lorena Espina, tenor e mezzosoprano austríacos, respectivamente. Em Manaus, os músicos convidados serão os italianos Angela Nisi (soprano) e Giuseppe Tommaso (tenor).

A capital paulista receberá OGRE trio, projeto que reúne a voz inconfundível da cantora portuguesa Maria João, que irá se unir a uma base instrumental eletrônica e digital - o Fender Rhodes - sintetizadores de João Farinha e computador e teclados de André Nascimento. O show, que ocorrerá no SESC Pompéia, promete deixar para trás definições específicas de gênero musical. A programação de São Paulo inclui ainda seminário econômico-comercial “A importância das relações econômicas entre o Brasil e a Europa” organizado pela Eurocâmaras, no Salão Nobre do Circulo Italiano. Por fim, no Rio de Janeiro haverá ainda exposição de livros de arte europeia doados pela UE e os estados membros, na Biblioteca do Museu de Arte do Rio – MAR.

Serão quase dois meses de rica programação, que oferecerá ao público, além das atividades já citadas, corrida de rua, regata, performance de dança e exposição de pinturas. Todas, em sua maioria, com entrada franca.

“A Semana da Europa é um projeto de sucesso, que cresce a cada ano a tal ponto que passamos de uma programação que durava uma semana para quase dois meses. Os eventos tratam desde arte até política e economia, passando por música, dança, gastronomia, esporte e meio ambiente. É um conjunto de manifestações inspirado pelos altos ideais da integração europeia”, evidencia o embaixador da Itália em Brasília, Raffaele Trombetta, também atual presidente de turno de EUNIC Brasil.

Sobre o evento - A Semana da Europa é celebrada desde 2005 para marcar a passagem do Dia da Europa, comemorado em 9 de maio e criado para lembrar a paz e a unidade no continente. A data assinala o aniversário da histórica Declaração Schuman, apresentada em Paris, em 1950, em discurso de Robert Schuman, então Ministro de Negócios Estrangeiros da França. Na declaração, Schuman propôs uma nova forma de cooperação política para a Europa, que tornaria impensável uma nova guerra entre os países europeus. A declaração é considerada o início do que é hoje a União Europeia.

A realização é da Delegação da União Europeia no Brasil e EUNIC Brasil – Associação dos Institutos Culturais Oficiais e das Embaixadas dos Países da EU.

Embaixadas

Itália (Presidente de turno), Alemanha, Áustria, Croácia, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, Estônia, França, Holanda, Hungria, Irlanda, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia, Suécia.

Institutos culturais

Aliança Francesa, Cultura Inglesa, Goethe Zentrum, Instituto Camões, Instituto Cervantes e Instituto Cultural da Dinamarca

A 11ª edição da Semana da Europa conta com o apoio fundamental de dezenas de instituições e parceiros locais, entre as quais se destacam-se Governo do Estado do Amazonas, Secretarias de Estado de Cultura do DF e do ES, Secretaria de Estado de Turismo do DF, Prefeituras do Rio de Janeiro e Curitiba, fundações culturais, clubes, teatros, cinemas, museus e universidades.