Flowering tea

A Arte no Chá

Flowering tea
Flowering tea
2 AGO 2016
por

Segundo uma lenda, em 2737 a.C., o imperador chinês Sheng Nong, alarmado com o crescente número de vítimas de epidemias no seu império, determinou que todos deveriam ferver a água antes de seu consumo. Um dia, ao repousar à sombra de uma árvore, mandou que aquecessem a sua água. Enquanto aguardava, algumas folhas caíram sobre a água fervente, dando à sua bebida um tom esverdeado. Após prová-la, apreciou tanto o sabor que resolveu incluir as folhas em suas pesquisas, descobrindo então as suas propriedades medicinais. Posteriormente algumas mudas foram plantadas, expandindo-se, com isso, o cultivo do chá.

Contudo, o primeiro documento escrito remetendo ao chá, data do século III a.C. Já o primeiro tratado sobre chá de natureza técnica, o tratado de Lu Yu, foi escrito no século VIII durante a dinastia Tang, e estabeleceu a China como propulsora da difusão do chá pelo mundo. A cultura do chá alcançou o Japão no início do século IX, através de monges budistas, que levaram para o país algumas sementes. Na China e no Japão, a cultura do chá apresentou um progresso admirável, expandindo-se do meio econômico ao artístico, poético, filosófico e religioso. Um bom exemplo é a cerimônia do chá no Japão. A propagação do chá no Ocidente ocorreu no início do século XVII, em decorrência do comércio entre a Europa e o Oriente.

Hoje em dia, o chá é consumido no mundo todo, tanto pelo seu aroma e sabor quanto pelas suas propriedades medicinais. Dentre as inúmeras variedades de chás há um que destaca-se pela sua incrível beleza artística, o Flowering Tea. A arte e a técnica milenar chinesa do Flowering Tea exprimem a delicadeza e o cuidado de um chá único, onde pequenos bulbos de Camellia sinensis florescem em contato com a água quente dando origem a flores de formatos diversos. Ela é conhecida por muitos como a flor da boa sorte. É recomendável que o chá seja servido em recipientes de vidro ou outro material transparente, a fim de que o efeito do desabrochar das flores seja visto. Após abertas, as flores podem ser reutilizadas de duas a três vezes antes que o chá torne-se amargo. As inúmeras diversidades de sabores, cores e estruturas tornam a bebida uma experiência sensorial singular.

Processo de Preparação do Flowering Tea

O Flowering Tea é feito com maestria por artesãos chineses que colhem os brotos da folha do chá verde (Camellia sinensis) ainda jovens. Em seguida, eles passam por um processo de desidratação e são enrolados artesanalmente em uma ou mais flores também desidratadas, e após, costurados à mão com fios de algodão cru. Por fim, esses pequenos novelos passam pelo processo de secagem. O resultado são pequenos bulbos que, ao serem submersos, desdobram-se encenando o desabrochar de uma flor. As flores mais comumente usadas no chá são: amaranto, crisântemo, jasmim, lírio, hibisco, calêndula, cravo e flor-do-imperador (osmanthus).

Propriedades Terapêuticas

Após o processo de secagem das folhas de chá verde no Flowering Tea, elas apresentam uma perda na quantidade de polifenóis, por isso o chá verde puro possui uma quantidade maior dessa substância. Contudo, a quantidade de polifenóis no Flowering Tea ainda é maior do que a encontrada em outras espécies de chás.

Dentre os benefícios do chá verde, estão: retardamento do envelhecimento celular pela grande quantidade de antioxidantes; diminuição das taxas de colesterol; melhora do sistema imunológico; possível capacidade protetora contra o câncer, devido à alta quantidade de bioflavonóides e de catequinas; diminuição das taxas de LDL e fortalecimento das artérias e veias, por conta dos grandes níveis de tanino; aceleração do metabolismo; prevenção de cáries; ação anti-inflamatória.

O Flowering Tea não conta apenas com os benefícios do chá verde, mas com os das flores que fazem parte do seu bulbo. Abaixo, segue a lista de efeitos terapêuticos encontrados em algumas de suas principais flores:

  • Calêndula: Ajuda a eliminar toxinas, tem ação anti-inflamatória, os seus esteróis auxiliam no equilíbrio hormonal feminino, melhora a aparência da pele e auxilia na digestão.
  • Lírio: Muito tradicional na medicina chinesa, na qual é usado para auxiliar no equilíbrio hormonal feminino, para umidificar os pulmões, atenuar o nervosismo e diminuir os episódios de insônia.
  • Amaranto-globoso (Perpétua): Ajuda a eliminar o muco, alivia tosses e previne a asma.
  • Flor-do-Imperador (Osmanthus): Na medicina chinesa é utilizada para melhorar resfriados, acalmar o estômago e como analgésico natural.
  • Jasmim: Possui propriedade analgésica, antioxidante, antibacteriana, anti-inflamatória, calmante e digestiva.
  • Cravo: Retarda o envelhecimento, atenua o nervosismo, sacia a sede e promove o aumento do metabolismo.
  • Crisântemo amarelo: Melhora a fertilidade, auxilia o equilíbrio hormonal feminino e elimina toxinas.
  • Rosa: É um leve antidepressivo natural, melhora a circulação sanguínea, analgésico natural, diminui fadiga e hidrata a pele.

Um chá para paladares apurados, de fragrância suave e leve sabor adocicado. Uma obra de arte que alimenta o corpo e a alma. Seja em salões de chá ou recebendo amigos, o Flowering Tea transforma uma simples refeição em um momento especial de puro prazer sensorial.