Nova coleção de Diego Vanassibara

12 jun 2015 na Victoria House em Londres, Reino Unido

Diego Vanassibara
Diego Vanassibara
por

Diego Vanassibara cresceu numa região verde e tranquila, com fortes influências italianas e alemãs, no interior do sul do Brasil. Sua mãe vem de uma das muitas famílias italianas que se estabeleceram na região, enquanto seu pai, acrescenta a seus genes uma mistura que inclui herança indígena nativa. O designer passou a infância em contato com a natureza, longe do estímulo habitual das grandes cidades foi treinado pela própria imaginação para satisfazer uma fome insaciável de estímulo criativo, uma das suas principais caracteristicas.

Após a faculdade Diego decidiu seguir uma carreira na indústria criativa onde treinou para estudar arquitetura na universidade. Porém, ele logo percebeu que ele queria combinar ambos os lados: os estruturais da engenharia de arquitetura com o mundo do ritmo criativo, emocionante, rápido e livre da moda. Calçado parecia ser onde esses dois campos poderiam caminhar juntos.

Aos 22 anos mudou-se para Londres e esse foi o início de um novo capítulo na vida do gaúcho. Ele se formou em Cordwainers, o famoso e conceituado instituto de calçados com tradições profundas na cidade de Londres. Criou a sua marca de mesmo nome, juntamente com seu parceiro e lançou a grife em janeiro de 2013, na London Collections: Men, recebendo aclamação da imprensa e igualmente dos consumidores. Radicado na Inglaterra há dez anos, ele lançará a nova coleção de sapatos na London Collections Men (LCM), semana de moda masculina de Londres, e faz um sério alerta contra o desmatamento da Amazônia o qual ameaça não somente o equilíbrio climático do planeta, mas a vida das tribos indígenas que dependem das florestas para a sua sobrevivência.

O “protesto”, se dá em forma de arte. Vanassibara criou uma instalação chamada de A Floresta que Chora, juntamente com o cenógrafo William Murray. Ela é formada por troncos de árvores provenientes de um cultivo de madeira sustentável Escocês e inserções de centenas de barras de acrílico transparentes.

A idéia é representar uma floresta sendo dramaticamente dilacerada e as varetas acrílicas sendo as lágrimas das árvores que choram por causa de sua destruição. A coleção de sapatos, por sua vez, é inspirada na arte e costumes indígenas e dedicada as tribos do Brasil, que tantas vezes são negligenciadas no país por falta de interesse público, discriminação e ignorância de muitos, mas que são os verdadeiros guardiões das florestas e carregam em sua existência valor inestimável à história e cultura vivas do Brasil.

Com um tom poético e por intermédio das linguagens de arte e design, Vanassibara divulgará para VIPs da mídia e profissionais da moda internacional sua mensagem no evento do principal calendário da moda masculina. E no primeiro dia da LCM dia 12 de junho, sexta-feira, o designer será o anfitrião, juntamente e exclusivamente com a marca de whisky HAIG CLUB™, a qual conta como um de seus proprietários David Beckham, de uma recepção para celebrar o lançamento da coleção primavera/verão 2016. O espaço será patrocinado pela iniciativa NEWGEN MEN do Conselho da Moda Britânico; Vanassibara é o primeiro e único designer de sapatos masculinos a ter recebido tão cobiçado prêmio.

Para informações adicionais visite www.diegovanassibara.com